DaDerm | Acne da Mulher Adulta.

Acne da Mulher Adulta.

A acne é uma das doenças de pele mais frequentes e apesar da sua incidência ser maior na adolescência, pode acometer também indivíduos em outras fases da vida. Quando nos referimos a mulheres de 25 a 45 anos com estas lesões, a doença é chamada de acne da mulher adulta. Hoje em dia, a doença vem aumentando sua prevalência, impactando na autoestima e qualidade de vida de muitas mulheres.

De maneira convencional, as pacientes com acne da mulher adulta são dividas em dois grupos: acne persistente, que é a mais frequente e agrega os casos iniciados na adolescência, e a acne de inicio tardio, onde o aparecimento das lesões ocorreu após os 25 anos.

Existem vários fatores relacionados com o aparecimento dessas tão indesejáveis espinhas e comedões (também chamados vulgarmente de “cravos”). Os principais são: uso de cosméticos oleosos, tabagismo, obesidade, estresse, poluição, alterações hormonais (sendo a mais comum a síndrome dos ovários policísticos), predisposição genética, medicações e alimentação. O sol também pode ser fator causal, junto com o uso de filtros solares oleosos. Os alimentos que mais estão relacionados a piora do quadro são laticínios e uma dieta hiperglicêmica (rica em carboidratos refinados e pobre em fibras). Devemos ficar atento aos suplementos alimentares e vitaminas, hoje em dia amplamente utilizados, que também podem contribuir para a piora da doença.

A acne da mulher adulta apresenta algumas características específicas:

  • Menor número de lesões comparado com a acne da adolescência.
  • Lesões são predominantemente inflamatórias.
  • Apresenta comedões fechados.
  • Localização das lesões na região do queixo, parte inferior das bochechas e na região do pescoço.
  • Ocorre geralmente em surtos relacionados à pré-menstruação.
  • Deixam cicatrizes hiper ou hipocrômicas quando manipuladas.

É muito importante a consulta com dermatologista, para avaliação e se necessário fazer exames para encontrar as possíveis causas da acne fora da adolescência. Desta maneira, o tratamento poderá ser estabelecido com eficiência.

A escolha da maquiagem certa é bastante importante. Produtos com base mineral costumam ter uma boa cobertura e não causam obstrução dos poros.

Hoje em dia, contamos com medicações que agem no defeito da queratinização, diminuem o sebo e o tamanho das glândulas sebáceas, além de sabonetes e filtro solares específicos. Outras medicações que tratam a acne também têm indicação quando houver manchas associadas.

Alguns antibióticos tópicos podem ser utilizados, porém deve-se evitar o uso concomitante com antibiótico sistêmico por causa da resistência bacteriana. Tratamento hormonal necessita de acompanhamento periódio e indicação precisa.

Os procedimentos estéticos que usam laser e luz são amplamente utilizados no tratamento da acne, com bons resultados tanto para a acne ativa quanto para tratar as manchas e cicatrizes.

A associação de tratamentos aumenta muito a chance de sucesso no resultado e minimiza marcas. Dai a importância de se tratar a acne com muita seriedade, visando sempre a cura da doença. Não podemos ficar com a ideia antiga de que a acne faz parte da vida, que passa com o tempo e que não precisa ser tratada, longe disso!

Por: Dra. Daniela Ferro Farias

Gostou? Compartilhe este conteúdo

Comente este post!

DADERM DERMATOLOGIA © 2019 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Website by Melhor Alcance