Standard Post with Gallery
Standard Post with Gallery
Standard Post with Gallery

Cauterização Química

ÓTIMOS RESULTADOS NO TRATAMENTO DAS LESÕES SUPERFICIAIS DA PELE.

A cauterização química é um procedimento simples, prontamente disponível no consultório médico. Usada para a destruição de diversas lesões superficais da pele, envolve a aplicação de uma substância cáustica ou ácida sobre a lesão, com o objetivo de removê-la.

As principais substâncias químicas utilizadas são: uréia, ácido tricloreacético (ATA), cantaridina, podofilina, ácido salicílico, ácido nítrico fumegante, 5 fluoroutacil (5-FU) e fenol.

A uréia é um potente queratolítico, substância que promove descamação e amacia as áreas mais grossas da pele e unha. Esta é a mesma função do ácido salicílico, que faz a descamação do extrato córneo (área mais superficial da pele), sem afetar as demais camadas.

O ATA é muito utilizado em consultório e produz necrose das camadas superficiail da pele. Apresenta-se em diversas concentrações dependendo da profundidade de penetração desejada. Após sua aplicação aparece um branqueamento entre 30 segundos e 2 minutos. É indicado para ceratoses actínicas, melanoses solares, xantelasmas, ceratoses seborreicas e verrugas planas. A novidade é sua aplicação no tratamento da fissura de lobo da orelha, usado a 90%.

A cantaridina, extraída de uma planta Cantharis vesicatoria, é um agente formador de bolhas aplicado na pele sem dor. Sua melhor indicação são as verrugas virais. Só pode ser aplicado no consultório médico, onde é feito um curativo oclusivo, que será retirado pelo paciente após 4 horas e a cantaridina será lavada. As lesões são tratadas com algumas sessões.

A podofilina é extraída das raízes secas de Podophyllum peltatum, utilizada para tratamento de verrugas genitais e perianais, além de verrugas planas da pele. Realmente efetiva em superfícies mucosas. O produto fica no local aplicado por sete a doze horas. As aplicações são feitas semanalmente. Não pode usar em gestantes.

O 5-FU é um agente quimioterapêutico utilizado para verrugas planas, periungueais e genitais, além de ceratoses actínicas.

Os efeitos adversos mais comuns da cauterização química são irritação da pele, sensação de ardor (que é momentânea) e coceira no local da aplicação.

Nos dias subsequentes ao tratamento, a área escurece e fica enrijecida, devido à morte das células. Aproximadamente duas semanas após o procedimento, as crostas que se formam sobre a lesão são eliminadas espontaneamente. É contraindicado a remoção das crostas. O uso do filtro solar é obrigatório durante todo o tratamento.

A cauterização química é um procedimento seguro e bastante efetivo quando bem indicado.

Duvidas? Clique aqui e nos envie uma mensagem Acesse nosso Blog
Compartilhe este conteúdo
Conheça Outros Tratamentos:

DADERM DERMATOLOGIA © 2019 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Website by Melhor Alcance