Standard Post with Gallery
Standard Post with Gallery
Standard Post with Gallery

Eletrocirurgia de lesões benignas

Livre de pontos e de cicatrizes.

A eletrocirurgia é uma expressão usada para reunir todos os métodos em que a eletricidade é usada durante um procedimento cirúrgico, com a finalidade de remover ou destruir o tecido através do uso de corrente elétrica. As principais funções são: retirada, corte e coagulação seletiva de um tecido. Num mesmo aparelho pode ser feito eletrocauterização, eletrodissecção e eletrocoagulação de lesões superficiais da pele.

A Eletrocauterização, ou simplesmente cauterização, é um procedimento cirúrgico destrutivo usado para retirar alguns tipos de tumores benignos. Para realizar o procedimento é utilizada anestesia local injetável e o paciente não sente nenhum desconforto. Na eletrocauterização a lesão é carbonizada por eletricidade e calor. Na eletrodissecção, a desidratação provocada pelo eletrodo no tecido, faz a remoção de lesões superficiais à pele com dano mínimo. O material pode ser coletado e mandado para análise patológica. Normalmente, estes procedimentos são indicados para o tratamento de hiperplasias sebáceas, ceratoses seborreicas, melanoses solares, acrocordons, siringomas, verrugas, xantelasmas, hemangiomase e nevos epidermicos. A eletrocoagulação pode ser usada nos procedimentos acima citados em caso de sangramento. Utilizada também durante as cirurgias dermatológicas para hemostasia (contenção do sangramento) em hemorragias capilares de superfície.

A recuperação após os procedimentos é rápida, normalmente o paciente retoma suas atividades no mesmo dia. Na eletrocirurgia, não são realizados pontos para o fechamento da lesão retirada, vai formar somente uma crosta no local e o ferimento cicatriza em até 10 dias. Ferimentos mais extensos e profundos podem levar algumas semanas para cicatrização e o uso de antibiótico tópico pode ser necessário. O uso de pomadas cicatrizantes garante uma melhor estética da área tratada. É recomendado não expor a área ao sol por dois meses. O uso de filtro solar é obrigatório.

A eletrocirurgia é contra indicada para pacientes que usam marca-passo, desfibriladores percutâneos e gestantes.

Este procedimento é um método cirúrgico simples, seguro e efetivo. Possui mínimo risco de complicações e proporciona excelente cicatrização tecidual.

Duvidas? Clique aqui e nos envie uma mensagem Acesse nosso Blog
Compartilhe este conteúdo
Conheça Outros Tratamentos:

DADERM DERMATOLOGIA © 2019 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Website by Melhor Alcance